Rubens Silva

Contos, Crônica e Poesias - Histórias de amor!

Textos

Inversão de valores
Nosso país está na iminência de explodir. As consequências dessa explosão são imprevisíveis. Tudo pode acontecer. Nossos governantes, do mais alto escalão esqueceram-se completamente do significado da palavra ética, do que é vergonha, respeito às coisas públicas, ao patrimônio do povo. Despudoradamente se apossam de somas vultuosas do dinheiro público para encher a sua “burra”. Lavar a sua “égua”. Enriquecer ilicitamente. A competição no alto escalão do governo, que antes era saber-se quem seria mais competente, quem traria mais benefícios para suas regiões, quem realizaria mais obras para ficar na história, agora tem outro viés! Querem saber quem vai amealhar mais riqueza? Quem vai ficar mais rico em menos tempo? O povo que se lasque!
As forças policiais estão cada vez mais sucateadas. Não têm viaturas, os salários são humilhantes, acachapantes. O armamento cada vez mais obsoleto e ineficiente comparado com as armas utilizadas pelos marginais que controlam presídios, delegacias, justiça, governos estaduais e municipais. Os policiais têm medo de ir para as ruas para cumprir suas missões, se matarem um marginal, ou se acertarem alguém na rua, são crucificados, se não forem linchados. As autoridades perderam completamente a noção de valores. Não mandam em mais nada. Perderam a autoridade. Os defensores dos direitos humanos ignoram os direitos das pessoas de bem e propõem indenizações milionárias para descendentes de bandidos, enquanto famílias de policiais e de vítimas desses mesmos facínoras, morrem à mingua, ampliando, numa escala exponencial a indignação e a revolta do cidadão brasileiro, como se isso fosse a coisa mais normal do mundo.
A ineficiência do estado brasileiro na contensão da violência é cada vez mais visível e perigosa. A polícia, humilhada com salários baixos, sem armamento, sem perspectiva de carreira, sem moral é confundida com os bandidos, a quem se aliam, na maioria das vezes para poder fazer frente às suas necessidades básicas. Um perigo para a sociedade.
O envolvimento das Forças Armadas em atividades exclusivas das forças policiais também é perigosa. Vai abrir precedentes e, em breve terão que usar a foça para conter a violência no país inteiro. É, finalmente, criado o clima propício, desejo antigo dos defensores do caos, para a instalação do desgoverno, da baderna, da falta de respeito, da desconsideração e da falta de limites disciplinares nas forças auxiliares, nas ruas, nas escolas, nas famílias, entre os jovens e vai transformar nosso país num inferno semelhante ao que acontece nos países dominados pelo Exército Islâmico ou como já está acontecendo na Venezuela. Clima ideal para a instauração de uma ditadura do Proletariado, sonho dos esquerdopatas de plantão.
É preciso colocar um freio nisso tudo. Fazer uma nova eleição geral, em que só possam se candidatar aqueles que não tem passagem pela justiça e que não estejam envolvidos em crimes de nenhuma natureza. Esperamos que seja breve. Não podemos esperar mais e permitir que nosso país se transforme num inferno. Ou as Forças Armadas assumem o controle do país ou em breve estaremos no meio de uma guerra civil sem precedentes na história.
Queira Deus que eu esteja enganado!
Rubens Silva
Enviado por Rubens Silva em 31/05/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar o Autor: Rubens Silva, disponível em: www.rubensasilva.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras