Rubens Silva

Contos, Crônica e Poesias - Histórias de amor!

Textos

A "arte" da indignação

Quando eu penso que já vi de tudo nesta vida, sob o peso dos meus sessenta e seis anos, mais e mais fico indignado e completamente revoltado. Não é novidade para o povo brasileiro as notícias que circulam por todos os jornais, revistas e internet, sobre uma suposta exposição de "arte" que vem sendo divulgada em museus de arte, em locais públicos com as mais variadas desculpas, e justificativas inconcebíveis, onde são expostas cenas de pedofilia, zoofilia e pornografia da mais baixa classificação com o uso de dinheiro público.
O que me deixa mais indignado ainda é que durante quatro anos fui Representante Territorial de Cultura junto à Secretaria Estadual de Cultura do Estado da Bahia e presenciei o trabalho de algumas pessoas que foram escolhidas, assim como eu, para essa função e que lutaram para organizar, divulgar e difundir a cultura baiana, serem menosprezadas, desacreditadas, apesar de terem trabalhado com afinco pela cultura.
Fico imaginando como é possível alguém em sã consciência defender esses canalhas que idealizaram esse tipo de "coisa" chamarem um lixo de exposição dessas de "arte"? O pior de tudo, é ver pessoas que até então se supunha terem credibilidade, conhecimento, cultura, fazerem parte de uma elite, professores de universidade, ministros da Cultura, como Gilberto Gil. Caetano Veloso, Fernanda Montenegro, figuras conhecidas no meio artístico, e tantos outros, defenderem um lixo desses. Não há justificativas para a defesa desse lixo. Não é possível que eu esteja vivenciando uma coisa tão abominável como essas acontecendo no meu país.
Definitivamente estou vivendo um pesadelo. Torço para acordar logo. Valha-me Deus!
Rubens Silva
Enviado por Rubens Silva em 09/10/2017
Alterado em 09/10/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar o Autor: Rubens Silva, disponível em: www.rubensasilva.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras